Já ouviu falar do Burning Man?

Consegue imaginar um lugar em que o uso do dinheiro é proibido (exceto para comprar gelo e café)?  Ou então um lugar onde a auto-expressão é tão valorizada que chega a ser considerada um presente para os outros?

Tudo isso permeado por muita arte, música e sustentabilidade.

Imagina só: 70.000 pessoas construindo uma cidade temporária no meio do deserto, com estátuas de madeiras gigantes, que no final são queimadas?. Sim, eles queimam as obras de arte como forma de espetáculo e não deixam rastros de que estiverem ali. Ficou curioso? 

O Burning Man sempre começa na última segunda-feira de Agosto e termina na primeira segunda-feira de Setembro, todos os anos. Fica em Black Rock City, deserto do estado de Nevada (Estados Unidos).

O co-fundador do evento, Larry Harvey, escreveu esses 10 fundamentos em 1986 como forma de guiar os participantes, e até hoje segue firme com os mesmos mandamentos.

Conheça os 10 princípios: 

Inclusão radical: Dê boas-vindas e seja bem vindo em todos os grupos.
Presentear: Talvez você não consiga suprimentos para sobreviver por uma semana (sem comprar nada). Então a cultura de presentear se torna essencial. 
Desmonetarização: O evento cria um ambiente social livre de patrocínios, publicidade e, claro, dinheiro. 
Auto-expressão: Você pode ser você mesmo e isso é celebrado e respeitado em todo o evento. 
Auto-Confiança: O Burning Man encoraja todo indivíduo a exercitar, descobrir e confiar em todos os seus atributos interiores. 
Comunidade: A comunidade valoriza colaboratividade criativa e cooperação.
Responsabilidade Cívica: Responsabilidade e segurança são deveres dos organizadores e participantes 
Sem rastros: O evento respeita o meio ambiente. No deserto, ninguém deixa rastros. No final do evento, as obras são queimadas e todo o lixo é incinerado ou levado de volta para a cidade. 
Participação: O Burning Man acredita que a mudança transformativa só ocorre com a participação radical, tanto do indivíduo quanto da comunidade. 
Imediatismo: Esteja aqui agora. Não precisa de explicação, né? Superar as barreiras pessoais e atrelar isso com a realidade de outras comunidades e também com a natureza, é uma experiência que não substitui nenhuma ideia. 


E as atrações? 

Você é do time party hard? Lá tem de 4 a 5 baladas por dia, os maiores djs do mundo e bandas famosas. Gostou do conceito, mas quer fazer um detox da agitação? Lá tem aulas de yoga, meditação e obras de arte de tirar o fôlego. 

Olha só a agenda completa do evento:
Tem sessões de jazz, karaokê, festas, aulas de preparação com drags e até casamento.
https://playaevents.burningman.org/2018/playa_events/1

Você deve estar pensando “São muitos eventos, vou acabar perdendo alguma coisa interessante” A resposta é SIM! Já ouviu falar no FOMO? É uma frase muito usada no evento e significa “Fear Of Missing Out”, simboliza o paradoxo da escolha. Você já deve ter sentido isso antes, mas esse é um evento que celebra o mundo e todas as culturas, é preciso fazer algumas escolhas e ir com a agenda de eventos preparada.

Mas o que é possível ver lá?

O Burning Man é considerado, por muitos, um evento pagão, hippie e até resultado da cultura da internet. Mas independentemente da opinião de todo mundo, esse evento de contracultura é um festival que critica a sociedade consumista. O jeito de finalizar essa festa, é assim:

Para mais informações, acesse o site: https://burningman.org

 

Gostou?

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de lançamentos, promoções e novos posts.

CADASTRAR EMAIL

Comente você também :)

Todos os comentários são filtrados antes de publicarmos :)